É aquela famosa lei: “se você corrige o português de alguém, as chances de escrever algo errado triplicam”

grama1