22nov2015---dalessandro-pega-caixao-com-as-cores-do-gremio-apos-vitoria-no-gre-nal-408-1448226343667_1920x1080

Abaixo o texto:

Sabe o que eu quero? Que meus irmãos torcedores do Grêmio, parem de serem torcedores corneta e apoiem mais o clube e seus jogadores e comissão técnica? Sim…mas algo mais…
Que meu Grêmio volte a ser campeão? Sim…mas algo mais…
Que nosso estádio seja MESMO nosso? Sim…mas algo mais…
Que tivéssemos tido uma inauguração decente de estádio? Sim…mas algo mais…
Que tratássemos melhor nossos ídolos? Sim…mas algo mais…
O que eu queria mesmo é que meus jogadores chorassem em um Grenal. Chorassem de emoção por emocionar sua torcida. Que Douglas, chorasse por saber que é um jogador Canal 100, mas que mesmo assim, dá seu melhor em campo, para honrar sua torcida…
Que Giuliano não tivesse só a voz de choro…mas tivesse o choro de assombro no coração ao ver sua torcida lotando um estádio mesmo após um 5×0.
Que Marcelo Oliveira se perfilasse em frente ao seu torcedor e o encarasse sem dizer uma única palavra e sua torcida tremesse as bases do estádio por saber que ali estava seu capitão. O CAPITÃO!
Que Marcelo Grohe fosse abraçado por seus companheiros de clube por ter feito uma partida brilhante depois de ter tomado 9 gols, e não fosse corneteado por seu torcedor…seja o da arquibancada, seja o da imprensa.
Que Luan não tentasse o drible a mais…que ele simplesmente chutasse e fizesse o gol, mesmo que simples, depois da linda jogada de seu companheiro…
Mas principalmente, eu queria que meus jogadores chorassem de emoção e dessem volta olímpica ao fim de uma vitória em Grenal. Não é título. Não é nem vaga. Mas é epopéia! É mítico! É heróico e sempre será! Pois Grenal é mais que Brasileiro e Mundial, sim! Edinho estava certo! Vencer um Grenal renova as forças, ferve o sangue, esquenta os ossos, rejuvenesce a alma!
O dia em que meus jogadores entenderem isso, podem criticar Andrés…
O dia em que meus jogadores lutarem ao invés de só bailarem, eles podem cornetear o argentino…
O dia em que além de títulos, voltarem a querer ser donos de seu próprio chão…eles poderão encarar o Gringo!
Mas esse dia não é hoje!
Estamos na frente deles…mas estamos tão longe deles…tão menores que eles…tão menos sábios…
E parem de querer um D’Alessandro…só existe um…e ele escolheu seu lado…e infelizmente não foi o nosso…e para infortúnio ainda maior: ele NUNCA deixará de lutar pelo seu pedaço de chão…mesmo que lhe torçam as costas…mesmo que lhe quebrem as pernas…Andrés nunca irá parar…
Eu aplaudo Andrés!